Cide apresenta programa “Cubatão - a Fábrica de Oportunidades" no Legislativo

Cide apresenta programa “Cubatão - a Fábrica de Oportunidades" no Legislativo

Foto: SCS/CMC

Representantes do Centro de Integração e Desenvolvimento do Polo de Cubatão (Cide) apresentaram ontem (07/02), no anfiteatro da Câmara, as diretrizes do programa Cubatão - a Fábrica de Oportunidades". A iniciativa tem o objetivo de destacar os diversos motivos para que indústrias multinacionais de transformação se instalem na cidade. Participaram do encontro o chefe do Legislativo, Fábio Roxinho (MDB), os vereadores Rodrigo Alemão (PSDB) e Aguinaldo Araújo (PDT), além do diretor executivo do Cide, Raul Elias Pinto, e o gerente executivo, Valmir Ramos Ruiz.

Ruiz explicou que o Cide elaborou onze motivos para as indústrias de transformação se instalarem no Polo Industrial de Cubatão. Entre eles, destacam-se: matérias-primas de alta qualidade nos segmentos petroquímico, químico, logístico, siderúrgico e de fertilizantes, fornecidos por indústrias de grande porte; malha abundante de água e energia, por meio de usinas das modalidades hidrelétrica e termelétrica; possui a mais completa malha logística do País, que se conecta diretamente e em curta distância ao Porto de Santos (SP) e cidade de São Paulo (SP); cidade símbolo de recuperação ambiental; suporte estratégico do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) – Regional de Cubatão; planejamento de gestão pública através da Agenda 21; disponibilidade de mão de obra qualificada; condomínio industrial que trabalha em sinergia com o poder público, comunidades e outros órgãos para o desenvolvimento sustentável do município e de seus negócios.

O gerente executivo do Cide disse que o grupo está visitando as principais Câmaras de Comércio do Mundo, como China, da Espanha, do Japão e da França, a fim de mostrar todo potencial da cidade. Durante o encontro, também foi apresentado o projeto para a implantação do plano Alerta e Preparação de Comunidades para Emergências Locais (Appel) em Cubatão, que consiste no relacionamento direto entre empresas, comunidades e dispositivos públicos (órgãos públicos) na preparação permanente e contínua para acidentes e eventos naturais ou causados pelo homem, atividade esta orientada pelas Nações Unidas (atua além dos limites das unidades industriais).

CEV
Também ocorreu ontem a reunião da Comissão Especial de Vereadores (CEV), nomeada pela resolução Nº 2.921/2018, que discute a criação de condições favoráveis com incentivos fiscais que atraiam novos empreendimentos para Cubatão. O presidente da CEV, Rodrigo Alemão, recebeu os representante do Cide para mostrar os resultados obtidos pelo grupo de trabalho parlamentar, como as experiências de outros municípios no que se refere aos modelos jurídicos de oferta de incentivos fiscais.

A CEV ainda discutiu a efetividade do programa IPTU do Bom Empreendedor em Cubatão. Segundo os dirigentes do Cide, a iniciativa da administração municipal apresenta baixa adesão e sofre com muita burocracia.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.