CEV buscará soluções para problemas na construção de viaduto

Em sua primeira reunião, realizada nesta sexta-feira, dia 28, a Comissão Especial de Vereadores (CEV), que busca apurar as causas que têm dificultado o acesso direto às pistas Norte e Sul, da Rodovia Anchieta, por moradores do Jardim Casqueiro e bairros próximos deram mostras, que empenho para solucionar as questões não faltará. A garantia foi dada pelo presidente da CEV, vereador Toninho Vieira (PSDB), durante a abertura dos trabalhos, da Comissão, “que está aberta para participação a todos os vereadores”, informou o presidente.

Toninho Vieira aponta a construção do viaduto, cuja função seria facilitar o acesso, acabou se tornando no grande dificultador, pelo risco de deixar ilhados, caso aconteça algum problema naquela região, os cerca de 30 mil moradores do Jardim Casqueiro, Ponte Nova, Parque São Luiz e Jardim Caraguatá.

O vereador lembra que o Viaduto teve seu projeto inicial modificado, por decisão dos moradores do bairro, que não aceitaram a inclusão de um trecho, denominado como rabo de dragão que se estenderia até a Avenida Joaquim Jorge Peralta. “Da forma como seria construído, esse trecho do viaduto, poderia servir de refúgio para algumas atitudes ilícitas, como consumo de drogas ou até mesmo, para a prática de crimes”, explicou o vereador que concorda com o posicionamento dos moradores.

Toninho Vieira apontou o deputado federal João Paulo Papa, do seu partido, como um apoiador na busca de uma solução para o problema. “Estive com ele nesta semana, ele disse estar a par de tudo e se colocou à disposição para agendar, o mais breve possível, uma reunião com o Secretário Estadual dos Transportes, e com as diretorias do DER, Ecovias e Artesp”, disse o vereador que pediu aos demais membros da CEV, que também envolvam seus deputados e o prefeito Ademário Oliveira neste processo que será duro, mas possível de ser solucionado.

O vereador Sérgio Calçados (PPS), relator da CEV colocou que, também a Ecovias tem dificultado e muito, a vida de cubatenses. Ele apontou alguns problemas causados pelo Anel Viário construído para melhorar o acesso para quem vem pela Anchieta para o Pólo Industrial e cidades do Litoral Norte. Sergio Calçados apontou dois importantes, como o fato da construção passar por cima do Parque das Primaveras, acabando de vez com o equipamento, e invadiu áreas da Vila Elizabeth, sem dar qualquer contrapartida para o Município.

Por sua vez, o vereador Rodrigo Alemão (PSDB) informou que teve um requerimento aprovado pelos demais vereadores, cobrando informações sobre o acidente que ocasionou a morte de um motociclista, provocado por um bolsão de água formado, durante as chuvas, nas proximidades do Viaduto. Ele suspeita que os bolsões de águas que acontecem naquela área são provocados por problemas na construção do viaduto que, ainda não teve instalado, o sistema de iluminação e câmeras de segurança.

Deliberações – Devidamente instalada, a CEV, que foi nomeada pela Resolução 2.878, de 21 de julho de 2017, já tem algumas deliberações tomadas, como, em sua próxima reunião, com data a ser definida, fazer convite ao Secretário Estadual de Transporte; aos deputados federais e estaduais da região; representantes do DER, ARTESP e ECOVIAS; representante da empresa Azevedo & Travassos, responsável pela construção do viaduto, e também, ao Superintendente da Companhia Municipal de Trânsito, aos Secretários Municipais de Obras, de Manutenção Urbana e de Serviços Públicos.

Participaram da reunião de instalação da CEV, os vereadores Toninho Vieira (Presidente), Sérgio Calçados (Relator), Rodrigo Alemão e Lalá (SD). Não compareceram, mas foram representados por assessores, os vereadores: Aguinaldo Araújo (PDT), Ivan da Silva (PSB), Cleber do Cavaco (PRB), Marcinho (PSB) e Ricardo Queixão (PDT).

 

Jorn. Lula Terras – MTb. 13.553

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.