Personalidades negras da cidade são homenageadas em Ato Solene

Personalidades negras da cidade são homenageadas em Ato Solene

crédito: Rodrigo Palassi

Na última quinta (30/11), Câmara Municipal promoveu o Ato Solene em Homenagem ao Dia Nacional da Consciência Negra. A solenidade contou com a professora Sueli Machado Gomes como a oradora oficial. Ela, que é presidente do Conselho Municipal da Igualdade Racial, é um símbolo do movimento negro de Cubatão e luta contra o racismo.

O presidente da Câmara, Rodrigo Alemão (PSDB), fez a abertura do Ato Solene e logo transferiu a condução dos trabalhos à vereadora Érika Verçosa (PSDB), presidente da Comissão Especial de Vereadores (CEV), responsável pela organização da solenidade. Também fizeram parte da mesa os parlamentares Jair do Bar (PT) e Cleber do Cavaco (PRB), e o secretário de assistência social, Sebastião Ribeiro, o Zumbi, representando o prefeito Ademário Oliveira. Após a execução dos hinos nacional, municipal e da negritude, foi exibido um vídeo, produzido pela TV Câmara, sobre a história da data comemorativa.

“A nossa história não começa com a escravidão. A escravidão interrompeu a nossa história. Não somos descendentes de escravos, como dizem os livros escolares. Somos descendentes de civilizações africanas, de reinados fortes e poderosos”, ressaltou a oradora oficial. Sueli acrescenta que o Dia da Consciência Negra quer uma “Consciência Humana” válida para todos os seres humanos sem distinção de cor e raça.

Sueli ainda comentou que a igualdade é uma meta para todos que procuram uma sociedade mais justa e democrática, mas que o primeiro passo começa com o reconhecimento do problema. “A data comemorativa do 20 de novembro chama a atenção para isso”,afirmou a professora. Ela lembrou que a Lei Federal nº 10639/03 obriga a inclusão do ensino da cultura e história afrobrasileira no currículo escolar de todas unidades de ensino do país, porém, a legislação não é cumprida na maioria das cidades. “A escola é o lugar ideal para o resgate e reconstrução de identidade e valores afetos”.

O secretário de assistência social ressaltou que a comunidade negra não prega a desunião com a celebração do 20 de Novembro, mas quer chamar a atenção para que nos 365 dias do ano as pessoas tenham a consciência de transformar o mundo. Ele também afirmou que a quebra do ciclo da pobreza e da desigualdade só é possível por meio do conhecimento.

Os partidos com representantes eleitos na Câmara prestaram homenagens as seguintes personalidades negras da cidade: Daniele Buruaem Moreira, Gilvan Guimarães, Arivaldo Arão dos Santos (“Seo Arão), Leonizia Rita do Carmo Ponciano, Regina Helena Madeira Pinheiro, Aluisio Souza Castro Júnior (Mumu do Samba), Erli da Silva e Patricia Santos Iria.

A solenidade contou com a participação do casal de dançarinos Gilson e Gleide, da cantora Paula Myranda e do poeta Eladio Pereira Mota, que fez uma performance que fazia referência à escravidão e seus efeitos danosos em nossa sociedade.

Ato Solene - Consciência Negra - 30/11/2017

Ato Solene - Consciência Negra - 30/11/2017

Ato Solene - Consciência Negra - 30/11/2017

fotos: Rodrigo Palassi

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.