Integrante do Conselho Fiscal da Caixa de Previdência utiliza Tribuna Popular

por Michel Carvalho última modificação 18/05/2018 15h22
Integrante do Conselho Fiscal da Caixa de Previdência utiliza Tribuna Popular

Foto: Rodrigo Palassi

Durante a 15ª Sessão Ordinária, ocorrida ontem (15/05), a vice-presidente do Conselho Fiscal da Caixa de Previdência, Lais Eliane Alvarez, utilizou a Tribuna Popular. Ela garantiu que a Caixa não é inviável, como diz o superintendente, a prefeitura é que não paga os repasses como está previsto em lei.

Lais comentou que o superintendente, escolhido pelo Prefeito Ademário Oliveira, não foca nos interesses da Caixa de Previdência e criticou seu suposto equívoco ao dizer que a Caixa é "inviável e não se sustenta", já que existem atrasos nos repasses desde 2015. “A dívida da Prefeitura começa com empréstimos pegos na Caixa pelo governo Passarelli, depois Nei Serra e assim por diante. A Companhia Municipal de Trânsito também deve R$ 8 milhões à Caixa de Previdência. Como a Caixa é inviável com tanta gente devendo pra ela?”, questionou a conselheira.

A conselheira também utilizou sua fala na Tribuna Popular para comentar as perdas de benefícios que os servidores públicos tem sofrido através dos anos pela falta desses repasses, como, por exemplo, o cartão servidor. A defasagem dos convênios médicos dos servidores foi outro ponto muito criticado por Lais.

Sobre o projeto aprovado pelos vereadores relativo ao parcelamento da dívida da Prefeitura com a Caixa de Previdência dos Servidores Públicos, a vice-presidente do Conselho Fiscal disse que este montante nada tem a ver com o fundo do conselho e que se tratam de dívidas diferentes.

Moção

O vereador Toninho Vieira (PSDB) apresentou moção de aplauso à atleta Maria Eduarda L. R. Chaves por suas conquistas no jiu-jitsu. A garota de 13 anos faz parte da Academia Estrela de Ouro Integração, e tornou-se, no fim de abril, campeã brasileira de jiu-jitsu. Além disso, a atleta, que disputa a categoria peso pena infantil, é vice-campeã do South América Internacional e conquistou o campeonato Mega Monster, no Guarujá.

“Ao conquistar títulos, eleva-se o nome da cidade. A moção é muito pouco e vocês, atletas de Cubatão, merecem muito mais”, comentou o parlamentar, que logo após a aprovação da moção por unanimidade pediu um recesso de cinco minutos para cumprimentar a atleta e seus pais, presentes na sessão.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.