No Dia Internacional da Mulher, delegada pede desconstrução do machismo

por Michel Carvalho última modificação 09/03/2018 14h48
No Dia Internacional da Mulher, delegada pede desconstrução do machismo

Foto: Rodrigo Palassi

"Queremos igualdade de direitos, oportunidades e de dignidade", destacou Mayla Ferreira Hadid, oradora oficial da Sessão Solene comemorativa ao Dia Internacional da Mulher, ocorrida ontem (08/03) no plenário da Câmara Municipal. A homenageada, delegada de Polícia de Defesa da Mulher de Cubatão, ressaltou que o combate à violência doméstica começa por um trabalho de conscientização, que desconstrua o machismo e a masculinidade tóxica.

A solenidade foi aberta pelo presidente da Câmara, Rodrigo Alemão (PSDB), que transmitiu a condução dos trabalhos para a vereadora Érika Verçosa (PSDB), única parlamentar eleita da atual legislatura. Além da oradora oficial, a mesa ainda foi composta por Vanessa Alves Mesquita Toledo, diretora-secretaria da Câmara Municipal; o prefeito da cidade, Ademário Oliveira; e capitão Matos, comandante da Polícia Militar em Cubatão. O vereador Ivan Hildebrando (PSB), em nome do Legislativo Cubatense fez a saudação à delegada Mayla. 

Mayla ingressou na Polícia Civil do Estado de São Paulo em 2002 como escrivã, depois foi aprovada no concurso de delegado de polícia, trabalhando por cinco anos em Diadema e São Vicente. Em agosto de 2017, assumiu a titularidade da Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher de Cubatão, onde implantou o Programa de prevenção à violência doméstica “Homem Sim, Consciente também”.

A delegada fez um resgate histórico da luta feminista contra a dominação masculina e pela conquista de direitos como o do voto. A oradora oficial comentou sobre os dados do último Mapa da Violência, que revelou que a cada duas horas uma mulher assassinada no Brasil, sendo que muitos desses são considerados feminicídios, ou seja, casos de mulheres mortas em crimes de ódio motivados pela condição de gênero.

Para Mayla, a Lei Maria da Penha, criada em 2006, foi um grande marco legal para as Delegacias das Mulheres ao garantir medidas protetivas de urgência à vítima, além de reforçar o caráter multidisciplinar do combate à violência doméstica, que exige uma rede integrada formada por serviço de assistência social, orientação jurídica e psicológica.

Durante sua fala, o prefeito Ademário Oliveira exaltou o importante papel de sua mãe em sua trajetória. Ele contou que o governo valoriza a representação feminina na administração pública, sendo que algumas mulheres chefiam as pastas mais importantes da gestão municipal. O chefe do Executivo ressaltou que ainda é preciso avançar em vários aspectos para se alcançar a igualdade de gênero.

Na solenidade, as bancadas com representação na Câmara homenagearam mulheres que se destacaram nas áreas cultural, artística, religiosa e social do município. São elas: Laudilene Dilô Ramos da Costa Matos (MDB); Raimunda de Rezende Rodrigues (SD); Aparecida Valcir Resende Silva (PRB); Magali de Oliveira Santos (PT); Renata Almeida dos Santos (PDT); Andreia dos Santos Lima Couceiro (PPS); Sargento Evanilde Tertulina do Carmo da Silva (PSB); Sarah Virgínia Silva e Silva (PSDB).

A solenidade contou com a apresentação do Coral Zanzalá e de integrantes da Companhia de Dança de Cubatão.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.