Professor utiliza Tribuna Popular para pedir diálogo entre docentes e Executivo

Professor utiliza Tribuna Popular para pedir diálogo entre docentes e Executivo

Foto: Rodrigo Palassi

O professor Fábio Gonçalves Ferreira utilizou hoje (02/05) o espaço da Tribuna Popular, antes do início da 13ª Sessão Ordinária, para comentar sobre a rede de ensino de Cubatão e a legalidade dos decretos elaborados recentemente pela Prefeitura. O educador pediu o apoio do Legislativo para avançar no diálogo com o Executivo no que se refere à carreira docente.

O professor defendeu o diálogo como instrumento humano de compreensão mútua e pilar do Estado Democrático. Ele criticou um suposto ódio ao professorado município, que cria um discurso vazio de que os educadores não podem receber adequadamente. "A carreira de servidor público em Cubatão foi transformada em bico", disse Ferreira.

Ferreira afirmou que os decretos não salvarão as contas públicas do município, uma vez o salário dos professores são pagos por verba específica, complementada pela União, conforme definida pela Constituição. O educador destacou ainda que um dos decretos elaborados pela Prefeitura já foi contestado pelo Poder Judiciário.

Sessão Encerrada

A 13ª Sessão Ordinária foi encerrada antes do tempo regimental por falta de quorum. As bancadas de PSB,PSDB, SD, PT, PDT, PRB e PPS pediram a obstrução dos trabalhos legislativos. Logo em seguida, os vereadores se reuniram com representantes do Executivo Municipal, na presidência da Câmara, para discutir a cobrança da iluminação pública (CIP) e a situação dos ex-funcionários da Companhia Cubatense de Urbanização e Saneamento (Cursan). 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.